Desabafo de um Cabo da PM do Espírito Santo





Desabafo de um CB PMES:




Fiz 24 anos nesta briosa no dia 11/01/ 2012, e digo que a minha indignação é ver tanta dificuldade nesta PMES em dar uma merecida promoção aos praças, dificultando ao máximo para que se consiga galgar mais um degrau, se compararmos com o aspirante, que é promovido automaticamente. Não digo que não temos que estudar, pois se queremos ser um bom policial devemos adquirir conhecimento faz parte da vida, nem Deus aprova o preguiçoso, (disse Deus vai ter com a formiga o preguiçoso).

Externo minha insatisfação por que estudei como nunca para fazer esta ultima prova para o CHS, fui preparado para gabaritar, gastei quinhentos reais para fazer um preparatório final, e fui surpreendido com a visão desta banca, que não é focado com o que o policial deve saber. Agora o comando coloca mais três matérias.

Mas tenho algo a lhe dizer, daqui a quatro anos estarei deixando a briosa se Deus permitir, mas enquanto você Ramalho for presidente da ACS, tenta fazer algo pelos mais antigos, e lembra que antes de você entrar nos já estávamos aqui, não estou te criticando, apenas te pedindo um pouco de atenção para nos, que já perdemos tanto quando Paulo Hartung assumiu o governo e acabou com as promoções, pois estava próximo para eu ser promovido a CB, eu confio em Deus e sei o que e meu ninguém vai me tirar.

Concordo com os companheiros abriga não tem que ser apenas para um grupo, tem que ser para todos. Promoção de SD a CB com um menor tempo, não tendo que disputar uma vaga, completou o tempo determinado ir diretamente para o curso, da mesma forma o CB a SGT, não é assim com os oficiais, o cara só luta pra ser aspirante depois é automático.

Deixo uma meditação da palavra de Deus para você SGT Ramalho (Pres. Assocaição de Cabos e Soldados).

Eclesiastes Capítulo 9 - Versículo 10 a 17

Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.
Voltei-me, e vi debaixo do sol que não é dos ligeiros a carreira, nem dos fortes a batalha, nem tampouco dos sábios o pão, nem tampouco dos prudentes as riquezas, nem tampouco dos entendidos o favor, mas que o tempo e a oportunidade ocorrem a todos.
Que também o homem não sabe o seu tempo; assim como os peixes que se pescam com a rede maligna, e como os passarinhos que se prendem com o laço, assim se enlaçam também os filhos dos homens no mau tempo, quando cai de repente sobre eles.
Também vi esta sabedoria debaixo do sol, que para mim foi grande:
Houve uma pequena cidade em que havia poucos homens, e veio contra ela um grande rei, e a cercou e levantou contra ela grandes baluartes;
E encontrou-se nela um sábio pobre, que livrou aquela cidade pela sua sabedoria, e ninguém se lembrava daquele pobre homem.
Então disse eu: Melhor é a sabedoria do que a força, ainda que a sabedoria do pobre foi desprezada, e as suas palavras não foram ouvidas.
As palavras dos sábios devem em silêncio ser ouvidas, mais do que o clamor do que domina entre os tolos.

CB PM - anônimo

*Ao republicar, favor citar a fonte. 




* * *


* * *














Compartilhe - Google Plus
    COMENTE ABAIXO: